Vazão no São Francisco segue reduzida no patamar de 900 m3/s

Notícias | 07.08.15 | Nenhum Comentário

Vazão no São Francisco segue reduzida no patamar de 900 m3/s

A vazão do rio São Francisco, na região que compreende os reservatórios de Sobradinho e Xingó,  será mantida em 900 metros cúbicos por segundo, pelo menos até outubro de 2015

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União, através da Resolução nº 852/2015 da Agência Nacional de Águas (ANA), que prorroga até 31 de outubro a redução de vazão no rio São Francisco no patamar de 900 m³/s. Esta vazão começou a ser adotada em 30 de junho, com a publicação da Resolução ANA nº 713/2015, por solicitação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A ANA vem autorizando há mais de dois anos, de forma ininterrupta,  desde a Resolução ANA nº 442/2013,  a redução da vazão mínima ( vazão de restrição) abaixo dos 1.300 m³/s estipulados no Plano Decenal de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco

De acordo com a medida, assinada pelo presidente da agência, Vicente Andreu, a defluência mínima nos reservatórios, inicialmente fixada para ser praticada até  julho, foi prorrogada até 31 de outubro. A expectativa é que a partir de novembro comece a chover no Alto São Francisco, em níveis confortáveis para aumentar o volume de água liberada no Velho Chico.

Segundo a ANA, a medida foi adotada para evitar que a geração de energia elétrica fique inviabilizada.

O secretário executivo do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Maciel Oliveira, explica que “Se continuasse com a vazão normal, em setembro o reservatório do Sobradinho iria chegar a zero. Nós queremos um novo elo de discussão, para que possamos ter medidas para o futuro e não apenas ter medidas emergenciais”, considera.

FONTES : CBHSF ; ANA

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.