Pesquisador do Acqua defende Doutorado

Notícias | 30.01.15 | Nenhum Comentário

Pesquisador do Acqua defende Doutorado

Com alegria para todos que fazem o Grupo Acqua, e para a Rede PRODEMA, o pesquisador Anderson Nascimento do Vasco torna-se o mais recente Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente.

Realizada na manhã de hoje, 30/01/2015, o trabalho de Tese “INDICADORES DE ALTERAÇÕES HIDROLÓGICAS: O DECLÍNIO DAS VAZÕES NO BAIXO RIO SÃO FRANCISCO.”, orientado pelo Professor Dr. Antenor de Oliveira Aguiar Netto (UFS) , foi defendido com brilhantismo perante uma banca examinadora composta pelos Professores Doutores Neylor Alves Calasans (UESC), Aderson Soares de Andrade Júnior (EMBRAPA), Gregório Guirado Faccioli (UFS), Inajá Francisco de Sousa (UFS) e seu orientador.

RESUMO DE TESE:

A avaliação do regime hidrológico constitui-se um instrumento fundamental para o processo de gestão no uso dos recursos hídricos. O crescimento da demanda de água associado a outros impactos ocorridos na bacia hidrográfica do rio São Francisco torna o conhecimento das características hidrológicas uma ferramenta importante para que o aproveitamento de seus recursos hídricos sejam otimizado com menor impacto ambiental, a análise das alterações ocorridas no baixo rio São Francisco decorrentes da implantação sucessiva de barragens ao longo dos trechos e seus efeitos ambientais são de extrema importância ao se buscar a revitalização deste curso d’água. No estudo foi analisado o comportamento hidrológico das vazões e precipitações pluviais, tomando-se como base dados observados de um posto fluviométrico e 167 estações pluviométricas com série histórica de 33 anos, além de associar aspectos ecológicos impactados com indicadores estatísticos das alterações hidrológicas. Foi obtida a precipitação pluvial média anual, a vazão média anual, a vazão máxima anual, a vazão mínima anual de sete dias de duração, vazão específica, coeficiente de escoamento superficial. Para analisar as modificações de ordem ecológica foi utilizado o método dos indicadores de alteração hidrológica (IAH) e os componentes de vazão ecológica (CVE). Após a construção da hidroelétrica de Xingó as variáveis hidrológicas foram bastante modificadas, com decréscimo no coeficiente de dessalgue, vazão específica, vazão mínima de sete dias e vazão média.

PALAVRAS-CHAVES: Outorga, Vazão de Referência e Recursos Hídricos.
PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Ambientais
ÁREA: Recursos Hídricos

Aprovado com conceito máximo, “A”, a Tese torna-se um marco científico para estudos e  contribuições em defesa do rio São Francisco.

Da esquerda para direita: Dr.Neylor Alves Calasans (UESC), Dr.Inajá Francisco de Sousa (UFS), Dr.Anderson Nascimento do Vasco, Dr.Antenor de Oliveira Aguiar Netto ( UFS – Orientador ), Dr. Aderson Soares de Andrade Júnior (EMBRAPA) e Dr.Gregório Guirado Faccioli (UFS ).

A nós, pesquisadores do Grupo Acqua, o agradecimento ao novo Doutor por engrandecer nosso nome

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.