Setembro foi o mais quente do mundo desde 1880

Notícias | 21.10.14 | Nenhum Comentário

Setembro foi o mA?s mais quente do mundo desde 1880

O mA?s de setembro de 2014 foi o mais quente no planeta, tanto em terra como nas superfA�cies dos oceanos, desde que o registro comeA�ou a ser realizado em 1880, informouA� a agA?ncia meteorolA?gica americana.

“A� tambA�m o 38A? setembro consecutivo que registra uma temperatura mundial acima da mA�dia do sA�culo 20“, informou a AdministraA�A?o Nacional OceA?nica e AtmosfA�rica (NOAA).

Quando combinadas, as temperaturas mA�dias no solo e na superfA�cie dos oceanos registradas em setembro bateram um recorde, chegando a 15,72 graus Celsius, ou seja, 0,72A�C acima da mA�dia do sA�culo 20.

“A� exceA�A?o de fevereiro, todos os meses de 2014 foram os mais quentes de que se tem registro. Entre eles, maio, junho, agosto e setembro foram os mais quentes de todos”, indicou a NOAA em seu relatA?rio.

A A?ltima vez em que a temperatura mA�dia no mundo em setembro esteve abaixo da mA�dia foi em 1976.

O texto acrescentou que a maioria dos territA?rios do planeta registrou temperaturas mais quentes do que no mA?s anterior, A� exceA�A?o da RA?ssia Central, de algumas A?reas do leste e do norte do CanadA? e de uma pequena regiA?o da NamA�bia.

Em contrapartida, “o calor recorde foi muito perceptA�vel no noroeste da A?frica, nas regiA�es costeiras da AmA�rica do Sul, no sudoeste da AustrA?lia, em partes do Oriente MA�dio e em regiA�es do sudeste da A?sia”.

Em relaA�A?o aos oceanos, a temperatura da superfA�cie global foi 0,66A? C acima da mA�dia do sA�culo 20, o que tambA�m foi um recorde para setembro.

“Isso tambA�m marca a temperatura mais alta registrada na superfA�cie dos oceanos, batendo o recorde do mA?s passado”, acrescentou a NOAA, afirmando que este aumento de temperaturas foi observado em todos os oceanos, principalmente na parte equatorial do PacA�fico.

Antes da conferA?ncia anual das NaA�A�es Unidas sobre o clima, prevista para dezembro, em Lima, os negociadores de 195 paA�ses se reA?nem a partir desta segunda-feira em Bonn (Alemanha) para avanA�ar rumo a um acordo previsto para 2015, em Paris.

A ONU tenta limitar o aumento das temperaturas mundiais a 2A?C com base nos nA�veis prA�-industriais, jA? que acima disso, as consequA?ncias podem ser dramA?ticas, alertaram os cientistas.

Especialistas afirmam, no entanto, que as tendA?ncias atuais de emissA�es podem levar as temperaturas a alcanA�ar mais do que o dobro desse nA�vel atA� o fim do sA�culo.

FONTE: PORTAL G1

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.