ANA prorroga reduA�A?o da vazA?o dos reservatA?rios de Sobradinho e XingA?

Notícias | 04.05.14 | Nenhum Comentário

ANA prorroga, MAIS UMA VEZ, reduA�A?o da vazA?o dos reservatA?rios de Sobradinho e XingA?

A AgA?ncia Nacional de A?guas (ANA) prorrogou atA� 31 de julho a reduA�A?o da A?gua que A� liberada pelos reservatA?rios de Sobradinho e XingA?, no Rio SA?o Francisco.

Com isso, a CHESF continua autorizada a liberar a partir de 1.100 metros cA?bicos por segundo em vez do patamar mA�nimo de 1.300 metros cA?bicos por segundo.

A resoluA�A?o foi publicada no dia 02 de maio,A�RESOLUA�A?O NA? 680/ANA/2014, no DiA?rio Oficial da UniA?o. http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=70&data=02/05/2014

Segundo a agA?ncia, a medida visa a garantir a produA�A?o de energia do Sistema Nordeste e atender ao uso mA?ltiplo dos recursos hA�dricos por causa do menor volume de chuvas na Bacia do SA?o Francisco nos A?ltimos anos. Desde a ResoluA�A?o nA? 442, de 8 de abril de 2013, estA? em vigor o patamar de 1.100 metros cA?bicos por segundo.

De acordo com a resoluA�A?o, a Companhia Hidro ElA�trica do SA?o Francisco, responsA?vel por aplicar a reduA�A?o temporA?ria, estA? sujeita A� fiscalizaA�A?o da agA?ncia e deve dar publicidade de informaA�A�es tA�cnicas da operaA�A?o aos usuA?rios da bacia e ao ComitA? da Bacia HidrogrA?fica do Rio SA?o Francisco.

AudiA?ncia pA?blica promovida pela ComissA?o de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado, no dia 2 de abril, debateu a reduA�A?o da vazA?o do Rio SA?o Francisco que tem afetado a atividade econA?mica e a populaA�A?o no Nordeste. Setores como a agricultura, prejudicada pela menor disponibilidade de A?gua para irrigaA�A?o, a navegaA�A?o e a pesca tA?m sofrido prejuA�zos devido A� queda do nA�vel do SA?o Francisco.

A reduA�A?o do volume do Rio SA?o Francisco que decorre da decisA?o do governo federal de diminuir a A?gua que A� liberada pelos reservatA?rios das usinas hidrelA�tricas de Sobradinho e XingA? tem afetado a atividade econA?mica e a populaA�A?o no Nordeste, segundo o presidente da ComissA?o de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado, senador AntA?nio Carlos Valadares (PSB-SE). AudiA?ncia pA?blicaA� discutiu a queda da oferta de A?gua na Bacia HidrogrA?fica do SA?o Francisco.

Setores como a agricultura, prejudicada pela menor disponibilidade de A?gua para irrigaA�A?o, a navegaA�A?o e a pesca tA?m sofrido prejuA�zos devido A� queda do nA�vel do SA?o Francisco. a�?Queremos saber se, mesmo com essa estiagem prolongada, hA? possibilidade de aumento da vazA?o. O governo tem como prioridade a produA�A?o de energia elA�trica, mas a baixa vazA?o do SA?o Francisco traz graves consequA?ncias para a populaA�A?o que depende do rioa�?, disse o senador.

Desde abril do ano passado, a AgA?ncia Nacional de A?guas (ANA), em articulaA�A?o com o Operador Nacional do Sistema ElA�trico, autorizou a reduA�A?o da vazA?o que sai dos reservatA?rios de Sobradinho e XingA? de 1.300 metros cA?bicos por segundo para 1.100 metros cA?bicos por segundo.

A medida foi adotada devido A� necessidade de preservar o armazenamento de A?gua nos reservatA?rios e, assim, atender A� demanda de produA�A?o de energia do Nordeste, pois o menor volume de chuvas na regiA?o devido A� seca nos A?ltimos anos tem resultado em baixos nA�veis do Rio SA?o Francisco.

O vice-presidente do ComitA? da Bacia HidrogrA?fica do Rio SA?o Francisco, Wagner Soares Costa, destacou que as reduA�A�es emergenciais de vazA?o tornaram-se recorrentes e nA?o hA? estudos a�?dos impactos ambientais, sociais e econA?micos dessa reduA�A?oa�?. Ele acredita que a medida da ANA A� voltada prioritariamente para a seguranA�a energA�tica em detrimento de outros usos da A?gua.

O coordenador-geral do FA?rum Sergipano de ComitA?s de Bacias HidrogrA?ficas, Luiz Carlos Souza, tambA�m manifestou preocupaA�A?o. a�?A lei diz que a A?gua deve ser compartilhada pelos mA?ltiplos usos, mas percebemos que a produA�A?o de energia tem prioridade. Mas em situaA�A?o de escassez, a lei diz que a prioridade A� do abastecimento humano e animala�?. Segundo ele, a sociedade deve ser ouvida pelo governo federal nas decisA�es sobre reduA�A?o da vazA?o do rio.

Fonte: AgA?ncia Brasil

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.