Sistema Nacional de Monitoramento da Seca

Notícias | 17.12.13 | Nenhum Comentário

Sistema Nacional de Monitoramento da Seca

O Banco Mundial está promovendo uma iniciativa no Brasil para a instalação do primeiro sistema nacional de monitoramento constante da seca, que deverá funcionar no Ceará, um dos estados mais secos do Brasil.

O climatólogo norte-americano Donald A. Wilhite,  considerado o maior especialista em desenho de políticas para a gestão da seca, está à frente do projeto piloto do Banco Mundial.

O sistema funcionará no Ceará e os dados coletados vão ajudar na construção de políticas públicas para solucionar o problema.

“Com os dados, podem ser tomadas decisões melhores e isso ajuda a enfrentar o problema”, disse Wilhite numa entrevista realizada em Brasília, depois de participar de uma série de oficinas para os governos do Brasil e de outros países latino-americanos.

O especialista, que também é professor da Universidade de Nebrasca-Lincoln, destaca que a seca é o “parente pobre” dos fenômenos naturais. “De fato, o tema fica um pouco em evidência quando há uma crise, mas uma vez que o evento passa, a atenção da mídia se volta para outro assunto”.

Ele acrescenta que a comunicação é muito importante na prevenção de novas catástrofes relacionadas com o processo de seca: “Os meios de comunicação não só devem informar sobre a seca, mas sobre o processo de planejamento contra esses desastres. Diferentemente dos cientistas, os jornalistas sabem transmitir as mensagens de forma que as pessoas as entendam”.

Em relação ao que se está fazendo no Brasil, Wilhite destaca que não é uma coisa que se possa fazer de um dia para o outro.

Leia a entrevista na íntegra do pesquisador Donald A. Wilhite: Clique aqui

Fontes : Banco Mundial e ONU

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.