Projeto Embarcações do São Francisco

Notícias | 30.10.13 | Nenhum Comentário

Projeto Embarcações do São Francisco

Canoa de Tolda dá início a uma das ações de seu Projeto Embarcações do São Francisco, com a construção do modelo da canoa de corrida Madonna.

 

Dentro do projeto há um módulo voltado para a montagem de uma coleção de modelos em escala (1/20) das principais embarcações conhecidas, muitas já extintas, que navegaram no Baixo São Francisco.

Como explica Carlos Eduardo Ribeiro, um dos responsáveis pelo projeto, “esta coleção pode ser vista, fazendo-se uma analogia com o que ocorre na genética que cria banco de sementes de plantas, por exemplo, como um banco de “DNA” das embarcações tradicionais do Baixo São Francisco.

Os modelos em escala e os digitais possibilitam a apreciação e preservação de informações precisas dos variados tipos de embarcações que por estas águas navegaram. Por outro lado, e não menos importante, os modelos em escala têm a virtude de promover um encanto particular aos observadores, sobretudo pelo contato próximo e a criação de um “clima” imaginário, o que auxilia a divulgação de aspectos da vida no Baixo São Francisco e valorização da cultura da região”.

 

Para a execução dos modelos em escala e virtuais são necessárias diversas ações preparatórias como o inventário das embarcações ainda existentes e que serão classificadas (pela qualidade de suas concepção, construção, conservação) como modelos padrão. Critérios que também contemplem a raridade, a idade e a representatividade das embarcações poderão ser adotados.

A partir da seleção das embarcações inventariadas, são feitas as medidas no local (com ferramental próprio especialmente concebido e construído), captação de imagens, esboços de detalhes e coleta de informações com o(s) proprietário(s), pessoas que conhecem a(s) embarcação(ões) ou ainda, se possível, com o(s) mestre(s) construtor(es).

No caso de embarcações extintas, as informações para a elaboração dos planos e recuperação deste “DNA” deverão ser obtidas em pesquisas iconográficas, arquivos, acervos de instituições, entrevistas com mestres ainda vivos, para a reconstrução passo a passo de suas características que permitam a precisão adequada. Ainda neste caso, com a construção de modelos digitais, num primeiro momento, poderemos ter o conhecimento de detalhes até então disponíveis unicamente no arquivo memorial das pessoas ligadas a esta arte. Como é um patrimônio apoiado em informações em risco de extinção, estas fontes são as prioritárias.

Matéria completa e  Informações : Canoa de Tolda

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.