Grupo Acqua participa do Programa Preservando Nascentes e MunicA�pios - ACQUA
Grupo Acqua participa do Programa Preservando Nascentes e MunicA�pios

Notícias | 12.12.12 | Nenhum Comentário

Grupo Acqua participa do Programa Preservando Nascentes e MunicA�pios

A iniciativa, que promoveu a restauraA�A?o florestal de nascentes e matas ciliares das sub-bacias dos rios Poxim, Cajueiros dos Veados e Siriri-Vivo A� fruto da execuA�A?o do Programa Preservando Nascentes e MunicA�pios, que resultou em um investimento de cerca de R$ 2,5 milhA�es.

O Governo de Sergipe, atravA�s da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos HA�dricos (Semarh) anunciou na manhA? desta quarta-feira, 12, em solenidade no auditA?rio da Sociedade Semear, o plantio de exatas 12.941 mudas de espA�cies nativas da Mata AtlA?ntica nos municA�pios de Areia Branca, Itaporanga Da��Ajuda, SA?o CristA?vA?o, Malhador, Siriri e Nossa Senhora das Dores no perA�odo de trA?s anos, entre 2010 a 2012.A�

O sucesso da iniciativa, a qual assegurou a preservaA�A?o dos cursos da��A?gua com cercamento de A?reas prioritA?rias para a recuperaA�A?o ambiental, teve solenidade aberta pelo secretA?rio de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos HA�dricos, Genival Nunes. A�AsA�A�aA�A�es do Preservando Nascentes e MunicA�pios sA?o coordenadas pela prA?pria Semarh, e executadas, via contrataA�A?o, pela Sociedade Semear em parceria com a Universidade Federal de Sergipe.

Participaram da apresentaA�A?o dos Resultados da ExecuA�A?o do Programa Preservando Nascentes e MunicA�pios-perA�odo de 03 anos, e ainda em seguida, da Posse dos Membros dos ComitA?s de Bacias HidrogrA?ficas do Rio Sergipe, PiauA� e Japaratuba, e dos Membros do Conselho de Recursos HA�dricos de Sergipe, o professorA�representante da Universidade Federal de Sergipe e lA�der do Grupo Acqua, Dr. Antenor Aguiar,o promotor do MinistA�rio PA?blico eA�pesquisador do Grupo Acqua, Eduardo Matos, a professora representante da Universidade Tiradentes, Ester Villas Boas, A�os presidentes dos comitA?s de bacias hidrogrA?ficas do Estado, Luis Carlos Sousa (PiauA�), Rosa CecA�lia (Japaratuba), e Manoel Messias(Sergipe); o presidente da Semear, Carlos Brito, os superintendentes da Semarh, Valdineide Santana e Ailton Rocha, e o professor representante do Instituto Federal de Sergipe, LA�cio ValA�rio Lima.

De acordo com os nA?meros apresentados , somente no Poxim foi recuperada A?rea de 12,9235 hectares, no Cajueiro dos Veados, 3,9824 hectares, e no Siriri-Vivo, exatos 1,2829A�A�hectares.A�No Poxim, o maior nA?mero de propriedades contempladas com aA�A�es de restauraA�A?o estA?o situadas na regiA?o do alto curso do rio, caracterizadas como de agricultura familiar, tendo como principais usos a pecuA?ria extensiva e o cultivo de lavouras temporA?rias (mandioca e hortaliA�as). A�

Na regiA?o do mA�dio curso do rio, as propriedades sA?o de mA�dio porte e o principal uso do solo A� a pastagem e a pecuA?ria extensiva, sendo que o cultivo de cana-de-aA�A?car tambA�m foi encontrado em uma propriedade. JA? no Cajueiro dos veados, as propriedades sA?o caracterizadas como de agricultura familiar, onde a pastagem foi o principal uso do solo encontrado nas A?reas que sofreram aA�A�es de restauraA�A?o florestal. No Siriri-vivo, em todas as propriedades que foram realizadas aA�A�es de restauraA�A?o os usos do solo encontrados foram a pecuA?ria extensiva e a pastagem.

Para garantir a manutenA�A?o das A?reas em processo de recuperaA�A?o ambiental a SEMARH desenvolverA? aA�A�es rotineiras de monitoramento e manutenA�A?o das A?reas plantadas, utilizando recursos do Fundo Estadual de Recursos HA�dricos (FUNERH), porem contando com o compromisso dos proprietA?rios beneficiados, ou seja, os legA�timos produtores de A?guas.

Fonte : SEMARH-SE
Imagens: ValA�ria Lima -ASCOM SEMARH-SE

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.