BNDES destina R$ 57 milhA�es para aA�A�es de Combate A� Seca - ACQUA
Combate A� Seca

Notícias | 03.10.12 | Nenhum Comentário

BNDES destina R$ 57 milhA�es para aA�A�es de Combate A� Seca

O presidente doA�BNDES, Luciano Coutinho, e o ministro da IntegraA�A?o Nacional, Fernando Bezerra Coelho, assinaram na A?ltima sexta-feira, 28/09, contratos de colaboraA�A?o financeira nA?o reembolsA?vel com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do SA?o Francisco e do ParnaA�ba (Codevasf), no valor de R$ 38 milhA�es, e com o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS), de R$ 19 milhA�es.A�

As operaA�A�es tA?m como objetivo promover iniciativas para mitigar os efeitos da seca nos Estados do Nordeste e tambA�m na regiA?o Norte de Minas Gerais. A cerimA?nia de assinatura aconteceu no Recife, durante o seminA?rio Desenvolvimento regional: avaliaA�A?o, desafios e perspectivas para o Nordeste, promovido pelo BNDES como parte das comemoraA�A�es pelos 60 anos do Banco. O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, tambA�m esteve presente A� cerimA?nia.

Os recursos serA?o destinados A� implantaA�A?o de biofA?bricas de sementes e mudas, A� aquisiA�A?o de kits de irrigaA�A?o e A� construA�A?o de pequenas barragens subterrA?neas. O projeto estA? alinhado A�s polA�ticas pA?blicas da UniA?o de combate A� seca, a exemplo de iniciativas como o programa A?gua para Todos e a OperaA�A?o Carro-Pipa.

A definiA�A?o dos municA�pios beneficiados levarA? em conta a existA?ncia de decreto de situaA�A?o de emergA?ncia por estiagem ou seca, a avaliaA�A?o sobre a concentraA�A?o de famA�lias a serem atendidas e a viabilidade tA�cnica de implantaA�A?o das tecnologias em cada comunidade. TambA�m serA? considerada a existA?ncia, jA? exigida pelo A?gua para Todos, de comitA?s gestores municipais, instA?ncias de participaA�A?o que garantam legitimidade e controle social A�s aA�A�es.

InstalaA�A�es previstas a��A�Difundida entre as agroindA?strias dos Estados Unidos e de paA�ses europeus, as biofA?bricas produzem mudas in vitro, possibilitando o desenvolvimento de plantas mais saudA?veis e uniformes, mais rapidamente que pelos mA�todos convencionais. O resultado sA?o matrizes mais produtivas e resistentes a pragas. A tecnologia pode ser empregada na produA�A?o de plantas ornamentais, mas tambA�m de batata, banana, abacaxi, eucalipto, pA�nus, cana-de-aA�A?car e outras plantas de valor econA?mico.

JA? as chamadas barragens subterrA?neas permitem o armazenamento da A?gua da chuva no subsolo, auxiliando a produA�A?o de alimentos no perA�odo de estiagem. Sua construA�A?o consiste na escavaA�A?o de uma vala atA� se chegar A� camada impermeA?vel do solo. Uma das paredes A� coberta com lona plA?stica ou barro batido (argila compactada). Depois, o solo retirado A� recolocado. A funA�A?o da lona ou do barro batido A� reter a A?gua no solo.

Os kits de irrigaA�A?o, por sua vez, sA?o compostos por mangueiras, tubos de PVC, tubo gotejador, bombas, vA?lvulas e caixas da��A?gua, entre outros componentes. Um reservatA?rio de 1.000 litros A� suficiente para irrigar uma A?rea de 500 metros quadrados.

FONTE : BNDES

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.