Promulgada Primeira CondenaA�A?o por AgrotA?xicos na AmA�rica Latina - ACQUA
Promulgada primeira condenaA�A?o por AgrotA?xicos na AmA�rica Latina

Notícias | 17.09.12 | Nenhum Comentário

Promulgada Primeira CondenaA�A?o por AgrotA?xicos na AmA�rica Latina

Numa condenaA�A?o considerada histA?rica, a JustiA�a da cidade de CA?rdoba declarou delito penal as pulverizaA�A�es com agrotA?xicos em campos de soja prA?ximas de bairros povoados, condenando duas das trA?s pessoas que foram levadas aos tribunais.

Trata-se do emblemA?tico caso do bairro ItuzaingA? Anexo, onde hA? 12 anos as famA�lias denunciam mortes e lesA�es em consequA?ncia do uso de agrotA?xicos. Sobre uma populaA�A?o de cinco mil habitantes, entre 2002 e 2009 morreram 272 pessoas, 82 delas de cA?ncer. No mesmo perA�odo foram registrados 272 abortos, e 23 crianA�as nasceram com malformaA�A�es congA?nitas. AtA� setembro de 2010 se registraram 143 pessoas com cA?ncer.

A pena imposta decepcionou muitos moradores, que queriam cadeia para os produtores agropecuA?rios Jorge Alberto Gabrielli e Francisco Parra e para o agente pulverizador Edgardo Jorge Pancello, por usarem o herbicida glifosato e o inseticida organoclorado endosulfan. Mas a CA?mara do Crime de CA?rdoba impA?s trA?s anos de prisA?o condicional para Parra e Pancello e absolveu Gabrielli por falta de provas. A sentenA�a indica tambA�m que Parra tem que fazer trabalhos comunitA?rios durante quatro anos e nA?o pode usar agroquA�micos por oito. Pancello tambA�m deverA? fazer serviA�os comunitA?rios e ficou inabilitado para aplicar produtos agroquA�micos durante dez anos.

Mesmo assim a condenaA�A?o A� considerada importante, porque pela primeira vez a atividade de pulverizaA�A?o com agrotA?xicos prA?ximas de A?reas urbanas foi considerada um delito na Argentina a�� e na AmA�rica Latina. Isso estabelece jurisprudA?ncia para todo o continente, onde hA? milhares de aA�A�es contra produtores rurais, e pode chegar a alcanA�ar as multinacionais fabricantes de agrotA?xicos.

Sofia GaticaA luta em CA?rdoba comeA�ou pela determinaA�A?o de uma das mA?es do bairro, SofA�a Gatica, que em 1997 perdeu um bebA? que havia nascido sem os rins. Ela demorou a fazer conexA?o entre os fatos, atA� que percebeu um nA?mero pouco usual de mulheres com lenA�os na cabeA�a e crianA�as com mA?scaras a caminhar por ItuzangA?. Sozinha, comeA�ou um levantamento e, jA? naquele ano, detectou 97 pessoas com cA?ncer somente no seu bairro.

Hoje se sabe que a taxa de cA?ncer na regiA?o A� 30 vezes maior que a mA�dia nacional (dados da OrganizaA�A?o Panamericana de SaA?de) e que, das 142 crianA�as entre 2 e 6 anos de idade residentes na localidade, 80% possuem agrotA?xicos no organismo: chumbo, arsA?nico e PCB (elemento presente em transformadores elA�tricos), entre outros.

Os cultivos transgA?nicos na Argentina, sujeitos A� pulverizaA�A?o, cobrem 22 milhA�es de hectares e afetam, direta e indiretamente, 12 milhA�es de habitantes. HA? trA?s anos o Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking de consumo de agrotA?xicos no mundo, segundo a AssociaA�A?o Brasileira de SaA?de Coletiva (Abrasco). Apenas na safra de 2011, foram usados 835 milhA�es de litros de herbicidas, fungicidas e inseticidas. O consumo por habitante chega a cinco quilos de agrotA?xico por ano.

Por EcoAgA?ncia de NotA�cias, com informaA�A�es de Gisele Teixeira (Cartas de Buenos Aires)

Mais informaA�A�es em http://www.juicioalafumigacion.com.ar/

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.