Prefeitura do Rio de Janeiro vai armazenar Água das Chuvas

Notícias | 11.07.12 | Nenhum Comentário

Prefeitura do Rio de Janeiro vai armazenar Água das Chuvas

Com investimento de R$ 300 milhões, o projeto prevê quatro reservatórios subterrâneos, conhecidos como “piscinões”, que vão captar e armazenar a água da chuva, e impedir o transbordamento dos rios e o alagamento das ruas.

A chuva que já virou poesia em canção é também a mesma que inferniza a vida do carioca. Fruto de anos de descaso com a urbanização, o cidadão do Rio de Janeiro vê as principais ruas de sua cidade submergir com as fortes chuvas de verão.

Pontos como Praça da Bandeira, Rio Comprido, Tijuca, Jacarepaguá, Jardim Botânico e Lagoa estão entre os mais críticos da cidade. A solução ainda está distante.  A Prefeitura do Rio, no entanto, argumenta que as obras já começaram e que há investimento no aumento da capacidade de manutenção da rede de drenagem, com serviços de plantão 24 horas, novos equipamentos e a criação do Programa Integrado de Drenagem Urbana.

Na Praça da Bandeira, uma das principais ligações do Centro com os bairros das zonas norte e oeste da cidade, os rios Maracanã, Trapicheiros e Joana transbordam com frequência, atrapalhando a vida do comércio local, dos moradores e de quem precisa cruzar o bairro diariamente.

Depois de conviver com muitos alagamentos, principalmente na zona norte, a prefeitura só iniciou uma série de ações que prometem acabar com os transtornos na área em janeiro deste ano.

Na época do início das obras na Praça da Bandeira, o prefeito Eduardo Paes disse ironicamente que a obra estaria começando com 447 anos de atraso, exatamente o aniversário de fundação do Rio de Janeiro.

O reservatório da Praça da Bandeira terá capacidade para armazenar 18 mil metros cúbicos de água. Além dele, haverá mais um no Grajaú, logo no início do rio Jacó; um na Tijuca, para armazenar o volume do rio Maracanã; e o maior deles em Vila Isabel, na parte baixa do rio Joana, com capacidade para concentrar 143 mil metros cúbicos de água.

Ainda assim, o problema não estará resolvido no próximo verão. Segundo o próprio prefeito Eduardo Paes, o término das obras está previsto apenas para o fim de 2014. Até lá, o carioca vai ter que depender da vontade de São Pedro.

FONTE : BAND NEWS

Deixe seu Comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.